sexta-feira, 19 de maio de 2017

PRIMEIRA VEZ NO BEIRA RIO

Na segunda rodada, o mais querido atua no estadio inaugurado em 1969. Lembro um grande resultado obtido na capital gaucha em 1999. 3 x 3 diante do Gremio. Robgol marcou tres vezes, jogo de Copa do Brasil. Voltando aos confronto diante do colorado, enfrentamos unica vez. Um gol duvidoso surgido em cobranca de falta efetuado pelo ponta Waldomiro na trave do placar. Estava no castelao naquele domingo a tarde, o placar de 1 x 2 foi injusto. O Inter era tetracampeao Gaucho. O ABC tri potiguar. O citado camisa 7 colorado jogou pela selecao brasileira na copa da Alemanha.

sábado, 6 de maio de 2017

O BI de 1998

Em 1998 , nosso maior rival vivia grande fase. Conquistara um titulo regional e disputava a serie A do Brasileiro. Mesmo assim, o ABC manteve a hegemonia estadual. Uma campanha irrepreensivel de uma equipe muito forte e bem montada, alicercada pela espinha dorsal montada pelo excelente camisa um Jorge Pinheiro, o zagueirao Romildo, o eficiente volante Januario e o craque Sergi Alves. Surgiram tambem frutos do bom trabalho na base com os pratas da casa Ivan, Marcelinho e Marciano. Tecy, tambem nascido no RN teve grande destaque. Surgiu em clubes menores e foi contratado pelo Mais querido. O tecnico da equipe, Artur Neto.

sábado, 29 de abril de 2017

O BI de 94

A decada de 1990 foi uma das mais gloriosas do ABC. Tivemos dois Bicampeonatos. O primeiro deles em 1994 sob a batuta do maestro Danilo Menezes e o presidente Leonardo Arruda. O time campeao contava com boas pratas da casa e jogadores da regiao. Na vitoria de 3 x 1 sobre o nosso rival, presenciada por mais de dez mil pagantes, formamos com Capelane, Marinaldo, Edmar, Romildo e Emerson; Zelito, Quirino, Odilon e Barata; Oliveira e Renilson. O baixinho Odilon foi o melhor jogador do campeonato. Romildo, Zelito, Barata tbem se destacaram. Renilson, o artilheiro.

sábado, 22 de abril de 2017

O BI de 84

Nos anos 1980, os estaduais eram disputados no segundo semestre. O primeiro era destinado ao Brasileirao. Campeao em 83, com o timaco dos cem gols, o ABC fez boa campanha na taca de ouro em 84. Ao fim da competicao, os artilheiros Marinho apolonio e Silva deixaram o clube em virtude propostas de grandes clubes. O ABC revelou varios atletas da base naquele ano alem de trazer os melhores atletas do rival q estava mergulhado em uma crise. Lucio Sabia, Sergio Poty, Wassil, permameceram na equipe. Os garotos Quinho e Tiao, subiram. Arie e Joel Celestino conquistaram espaco. O jogo final foi contra o Baraunas. Jogo dificil. O ABC jogava pelo empate, mas perdia o jogo ate o finalzinho do segundo tempo. Estava no frasqueirao ao lado do meu pai, quando Joel Celestino desferiu um petardo em cobranca de falta, empatando o jogo. A frasqueira foi ao delirio e o Prof Ferdinando Teixeira iniciava sua serie de conquistas.

sábado, 15 de abril de 2017

O BI de 1971

A primeira vez q vi o ABC fazer o bis, tinha dez anos. Com a saída do técnico Caiçara o ABC buscou o paraibano Manoel Veiga. Do vizinho estado veio tbem o lateral direito Preta. No Alecrim Prudencio foi buscar o Anchieta, lateral esquerdo q substituiu Marinho Chagas, negociado de contrapeso na transação q o Náutico veio buscar Petinha. A parceria com o Timbu iniciada no ano anterior, trouxe mais dois valores jovens q fizeram sucesso por aqui. O ponta Soares e o camisa nove Edvaldo, que seria o artilheiro do certame. Para completar o elenco, o velho Pruda foi buscar no Ferroviario o meia Gonzaga q brilhara no tricolor, q fez bela campanha em 70. Do Alecrim veio tambem o ponta esquerda Josenildo, um croulinho arisco. O ABC fez uma grande campanha. Lembro de uma histórica goleada no Atletico de Joao Machado. Onze a zero se nao estou enganado. Alberi foi o craque do certame e esbanjou categoria no estadinho do Tirol





domingo, 2 de abril de 2017

EMBALANDO

Focado na busca do Bi , O ABC emplaca seqüência de vitórias. A mais recente ocorreu diante do Globo no Barretao , com uma boa presença da frasqueira. Jogo em Ceará Mirim é  uma festa , sempre com bandinha de música.  O jogo foi muito difícil e o adversário deve ser nosso principal oponente em 2017. O meia Bismarck foi o melhor em campo , com passes rápidos e precisos. Pode ser um bom reforço para a série B. Tem vínculo com o Globo. Outro destaque do estadual é  Léo Bahia, artilheiro da competição pelo Alecrim. Ainda não vi jogar, mas todas as referências são elogiosas. Geninho deve estar observando tudo, tenham certeza. Hoje a tarde todos os caminhos levam ao frasqueirao. ABC x ASSU, 17 hs.

sábado, 25 de março de 2017

EXPRESSINHO

Ao ver o bom desempenho do time B, que derrotou o CSA, veio a lembrança do time montado no segundo semestre de 1973, para amenizar a saudade da frasqueira  do timaço que estava na Europa. Jogava geralmente nos sábados, visto que nosso rival segurava no Brasileiro aos domingos. Torcedores revoltados com a puniçaodo ABC, fizeram circular adesivos nos veículos com a frase NAO VOU AO CASTELAO NO NACIONAL. As partidas do expressando passaram a rivalizar com o públicos dos jogos do nosso rival. Vários atletas daquela equipe foram aproveitados no time principal. Penso que poderíamos pensar em algo do tipo durante a série B. Quando o ABC jogasse fora, o expressinho entraria em campo aos domingos. Teríamos um elenco sempre em atividade.Ares, Jardel, Marques, Dalberto, são promessas que podem ajudar, além de outros da base. Reduziria o custo com contratações, que devem ser diferenciadas e pontuais.